quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Em Minas Gerais: Inhotim, onde a arte e a natureza se encontram


Galeria Adriana Varejão
Imperdível, deslumbrante, original, inesquecível: todos esses adjetivos se aplicam, com louvor, ao Inhotim - Instituto de Arte Contemporânea e Jardim Botânico, que fica em Brumadinho, a 60 quilômetros de Belo Horizonte, e conta com um expressivo acervo de arte contemporânea (com cerca de 500 obras), em meio a um jardim botânico que abriga a maior coleção de espécies vivas do Brasil e a maior coleção de palmeiras do mundo! Lá é possível entender a razão pela qual pessoas do mundo inteiro vêm visitá-lo: não há lugar igual! A gente caminha em meio aos jardins, passa por trilhas, segue caminhos, e, de repente, se depara com galerias e pavilhões lindíssimos, abrigo de obras fantásticas de artistas como Adriana Varejão, Cildo Meireles, Tunga, entre tantos outros. As obras de arte também podem estar a céu aberto, numa experiência super interessante e de grande impacto para o visitante.


"Narcissus garden" - esferas de aço em espelho d'água, de Yayoi Kusama


Dicas importantes: leve filtro solar, repelente e boné ou chapéu; vá com sapatos confortáveis (prepare-se para andar muito); vale a pena pagar o custo extra que lhe dá o direito de se deslocar em determinados trechos utilizando os carrinhos elétricos (a área é gigantesca, e algumas obras são bem distantes); selecione as obras que mais deseja ver, já que a oferta é enorme e o dia passa rápido (na recepção foi informado que o ideal é dispor de dois dias para conhecer o Inhotim); se quiser comprar alguma lembrança na lojinha, compre logo na chegada, pague e deixe para pegar na saída (todos deixam para comprar quando estão indo embora, e a lojinha fica lotada).

Lojinha


Bancos lindíssimos e confortáveis espalham-se ao longo dos caminhos


O Inhotim tem várias opções de alimentação, desde quiosques com hot dog até restaurantes com self service  a quilo (Oiticica) ou à la carte (Tamboril). 

Área externa do Restaurante Oiticica


O Inhotim, que na realidade é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), é um lugar mais que recomendado. Motivo de orgulho para nós, brasileiros, deve e merece ser visitado por todos. Para quem quiser pesquisar detalhes do local e planejar sua visita, recomendo consultar o blog Viaje na Viagem, do super Ricardo Freire (ali à direita tem o atalho), além do site do próprio Inhotim. 



Ah, e meus preferidos em Inhotim: não deixe de visitar as famosas esferas de aço de Yayoi Kusama, flutuando ao sabor do vento em um espelho d'água ("Narcissus garden"). Eu já sabia que são lindíssimas, mas o atrito constante entre elas produz um barulhinho constante e gostoso de ouvir, muito peculiar. Amei também poder ouvir os sons que vêm do interior da terra, no trabalho de Doug Aitken (o mais distante de todos, mas super vale a pena). A Galeria Adriana Varejão, só por sua área externa, já vale o passeio. Recomendadíssimos!!

"Narcissus garden"

Galeria Adriana Varejão (a cor da água é azul mesmo, resultado do uso de corantes naturais)
Já pode querer voltar??

4 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...